Queridos filhos, dirijo-Me a vocês como sua Mãe, a Mãe dos justos, a Mãe daqueles que amam e sofrem, a Mãe daqueles que são santos. Meus filhos, também vocês podem ser santos, isto depende de vocês. Santos são aqueles que amam imensamente o Pai Celestial, aqueles que O amam acima de tudo. Por isso, meus filhos, esforcem-se para serem sempre melhores. Se vocês se esforçarem para ser bons, poderão ser santos, mesmo que não pensem assim de vocês. Se vocês pensam que já são bons, vocês não são humildes e a soberba os afasta da santidade. Neste mundo inquieto, pleno de ameaças, suas mãos, apóstolos do meu amor, devem estar estendidas em oração e misericórdia. Meus filhos, ofereçam-Me o Rosário, as rosas que tanto amo! Minhas rosas são as orações de vocês, feitas com o coração, e não apenas recitadas com os lábios. Minhas rosas são seus momentos de oração, de fé e de amor. Quando Meu Filho era pequeno, Ele Me dizia que meus filhos seriam numerosos e que Me ofertariam muitas rosas. Eu não compreendia. Agora sei que vocês são aqueles filhos que me ofertam rosas quando, acima de tudo, vocês amam Meu Filho, quando rezam com o coração, quando ajudam os mais pobres. Estas são minhas rosas! Esta é a fé que faz com que tudo na vida seja feito por amor, que não conhece a soberba, sempre disposta a perdoar, sem julgar e sempre procurando compreender o irmão. Portanto, apóstolos do meu amor, rezem por aqueles que não sabem amar, por aqueles que não amam vocês, por aqueles que fizeram mal a vocês, por aqueles que não conhecem o amor de Meu Filho. Meus filhos, peço-lhes isto, para que se lembrem: rezar significa amar e perdoar. Obrigada!