Locais de Visitação e Oração

Mediugórie - Locais de Visitação e Oração

Igreja de São Tiago

Igreja de Mediugórie é dedicada a São Tiago Maior, venerado mundialmente como padroeiro dos peregrinos. A Igreja é o centro da vida de oração e dos sacramentos dos paroquianos e dos milhões de peregrinos de Mediugórie.

 Esta Igreja foi inaugurada em 1969, 12 anos antes do início das aparições, considerada, à época de sua construção, grande demais para aquele vilarejo.

Imagem da Rainha da Paz

Esta imagem de Nossa Senhora fica na praça da frente do Santuário. Ela é hoje o símbolo do próprio Santuário e das aparições de Mediugórie. Na chegada dos peregrinos a Mediugórie e também, na despedida, assim como quando se dirigem às celebrações ou delas voltam, torna-se um hábito automático parar diante dessa imagem e rezar à Mãe Celestial. Os peregrinos sentem ali, de fato, a presença da Mãe. Ninguém é capaz de avaliar os sentimentos, as emoções, as lágrimas, as palavras silenciosas, os pedidos, os agradecimentos, que brotam dos corações dos peregrinos que, diante dessa imagem falam ao Coração de Nossa Senhora. É uma imagem, mas Nossa Senhora está aí viva. É certo que Nossa Senhora fala aos corações dos peregrinos, mas, também, pela expressão dos sentimentos humanos que brotam do rosto desta imagem, que ora está alegre, ora sério, ora triste, Ela também se comunica com seus filhos. Aqui, de joelhos ou sentados nesses bancos, muitos peregrinos passam muitas horas em oração junto da Mãe. É muito belo ver peregrinos de todos os países do mundo, falando em sua própria língua, com Nossa Senhora. Mas algo que nos deixa exultantes de alegria é quando presenciamos jovens provenientes da Palestina ou de países próximos, aos pés da Virgem, cantando e rezando no idioma que Nossa Senhora falava em Nazaré. Os peregrinos também costumam levar flores para Nossa Senhora, colocando-as aos pés da imagem.

Colina das Aparições – Podbrdo

Para ir da igreja à Colina das Aparições, os peregrinos costumam andar por esta estrada de chão, entre as plantações.
Foi na tarde de 24 de junho de 1981, que as jovens Ivanka e Mirjana, passeando pelas encostas desta Colina, viram Nossa Senhora pela primeira vez.

Desde aquele dia, Nossa Senhora aparece diariamente aos jovens e faz ao mundo um último apelo à conversão. A subida a esta Colina, local das primeiras aparições, é feita por este caminho íngreme. Nesta subida, foram dispostos, em 1989, quadros em bronze, que ajudam os peregrinos na meditação dos Mistérios Gozosos, Dolorosos e Gloriosos do Rosário.

Nesta estrada, também foi colocada uma cruz de madeira, para marcar o local onde a vidente Maria Páv-lo-vi-tchi, ao descer desta Colina, no dia 26, terceiro dias das aparições, encontrou-se com Nossa Senhora que fazia um urgente apelo à Paz.

Em 2001, na comemoração do 20º aniversário das aparições diárias, uma imagem da Rainha da Paz foi colocada no local das primeiras aparições, substituindo uma pequena cruz metálica.

Esta imagem foi doação de peregrinos coreanos. Todos os domingos, às 3 horas da tarde, um sacerdote sobe esta Colina rezando o Rosário com os paroquianos e peregrinos. Nossa Senhora se apresenta aqui como Rainha da Paz. Ela diz que o mundo, com tantas tensões, está à beira de uma catástrofe e deve ter paz, a paz que vem de Deus, se deseja ser salvo. Quando os segredos revelados aos videntes tiverem sido realizados, a vida espiritual da humanidade mudará. Todos os homens procurarão a Deus.

Nossa Senhora pede a nossa conversão em ritmo de urgência.

 

“Queridos filhos, convido-os a conversão individual. Este tempo é para vocês. Desejo convidá-los a começar, de hoje em diante, a viver uma nova vida. Querido filhos, quero que compreendam que Deus, no seu plano de salvação para humanidade, escolheu cada um de vocês”.

 

“Queridos filhos, peço-lhes que dêem ao Senhor todo o seu passado, todo o mal que se encontra acumulado em seus corações. Desejo que todos vocês sejam felizes. Mas com o pecado, nenhum poderá sê-lo. Por isso, queridos filhos, na oração conhecerão a nova estrada da alegria”.

 

“Convido-os, especialmente, a rezarem por todos aqueles que estão longe de Deus para que se convertam. Os nossos corações, então, serão mais ricos porque Deus reinará nos corações de todos os homens. Desejo, queridos filhos, chamar todos a conversão total, afim de que a alegria abite em seus corações. Estou feliz por vocês terem vindo, hoje, aqui, em tão grande número”.

Cruz Azul

A Cruz Azul está localizada no sopé da Colina das Aparições, atrás das casas dos videntes. No início das aparições, os videntes foram proibidos, pela polícia, de subir a Colina. Por isso os videntes iam rezar atrás de suas casas, ao pé da Colina, onde mais tarde alguém colocou essa Cruz Azul, dentro de velhos currais com cerca de pedra, e ali Nossa Senhora aparecia a eles. Os policiais, à sua procura, passavam por perto, sem perceber a presença deles, como se fossem cegos e surdos.

Desde aquele tempo, Nossa Senhora costuma aparecer nesse local. Ultimamente Nossa Senhora aparece a Miriana no dia 2 de cada mês, nessa Cruz Azul, com a presença de uma numerosa multidão de peregrinos. Por isso, foi preparado um espaço mais amplo e também colocada uma segunda Cruz, também pintada de azul próxima à antiga cruz.

Montanha da Cruz – Krizevac

Em 1933, o pároco e os habitantes de Mediugórie erigiram uma cruz de concreto no monte Crigevats, agora conhecido como Montanha da Cruz.

Esta cruz foi construída em comemoração aos 19 séculos da morte e ressurreição de Jesus Cristo, e também para pedir a Deus a proteção para o povo que, cada ano, sofria com os fortes temporais que provocavam grandes estragos nas plantações.
Os habitantes de Mediugórie dizem que agora, depois da construção da Cruz, nunca mais perderam suas colheitas e, como reconhecimento e gratidão a Deus, só colhem as uvas após a Missa da Festa da Exaltação da Santa Cruz que, em Mediugórie, é celebrada no alto desta Montanha, no Domingo, após a Festa da Natividade de Nossa Senhora.

Esta Montanha agora é lugar de oração para milhares de peregrinos que sobem o monte meditando as estações da via sacra.
Nas sextas-feiras, os fiéis sobem a montanha rezando a Via-Sacra dirigida por um sacerdote de Mediugórie. Ao longo da subida, foram dispostos painéis em bronze para ajudar os féis na meditação das estações. A trilha, íngreme e estreita, foi alargada, no decorrer dos anos, pelos pés dos milhões de peregrinos que sobem a montanha, muitos deles descalços.

Em 30 de agosto de 1984, Nossa Senhora falou sobre a sua construção:

“Também a Cruz do monte Crigevats fazia parte dos planos de Deus, quan0do vocês a construíram. Particularmente neste dia, subam ao monte e rezem diante da Cruz. Preciso da oração de vocês”. Este monte é o lugar predileto para contemplação e adoração da paixão de Jesus, este monte é o calvário do santuário de Mediugórie.

“Queridos filhos, nestes dias quero convidá-los a colocar a cruz no centro de tudo, rezem em especial diante da cruz, da qual derivam grandes graças, nestes dias façam em suas casas a consagração especial à cruz. Queridos filhos, renovem a oração diante da cruz. Queridos filhos, Eu lhes concedo graças particulares e Jesus, da cruz, concede-lhes dons particulares. Acolham-nos e vivam-nos, meditem a paixão de Jesus e unam-se à Ele na vida. Queridos filhos, neste dias enquanto vocês, festejam a cruz desejo que, também para vocês, a sua cruz torne-se alegria, de modo particular queridos filhos, rezem para poder aceitar a doença e o sofrimento com amor como Jesus aceitou, somente assim, poderei, com alegria, dar-lhes graças e curas que Jesus me permite.”

“Queridos filhos, sem oração não existe paz, por isso, recomendo a vocês, queridos filhos:
rezem pela paz diante da cruz.” Mateus. Logo após este dia de tribulações o sol escurecerá, a lua não terá mais claridade, então, aparecera no céu o sinal do Filho do Homem.

Confessionários

A imagem de São Leopoldo Mândich foi colocada nas proximidades dos confessionários. Este é o Santo patrono dos confessores. Ele nasceu na Erzegovina em 1866. Foi canonizado por João Paulo II em 16 de Outubro de 1986. As confissões são feitas nas mais variadas línguas. Além dos confessionários de dentro da Igreja, foram construídos, em 1990, fora, do lado esquerdo da Igreja, 25 confessionários para os penitentes de outros países e também 32 confessionários do lado direito da Igreja para atender especialmente aqueles de língua croata.

Como é enorme o número de pessoas que buscam a Confissão, bem superior ao número de confessionários, vários sacerdotes assentam-se em cadeiras, usando placas indicando a língua que falam, e se instalam onde acham espaço para atender confissões. Pode-se afirmar, com total segurança, que Mediugórie é o maior Confessionário do mundo. São nestes confessionários que, diariamente, os milhares de fiéis têm a ocasião de fazer a experiência da Misericórdia Divina em suas vidas.

Cristo Crucificado

Do lado direito da Igreja, por detrás dos confessionários destinados aos penitentes de língua croata, foi preparado também um local de oração silenciosa. Ali foi erigida uma cruz com Jesus crucificado, e dispostos bancos para os fiéis, que desejarem, meditar mais longamente sobre o amor de Jesus por nós na Cruz. Aqui também foram dispostos locais apropriados para acender velas, que podem ser adquiridas a qualquer momento no próprio local.

Capelinas dos Mistérios Luminosos

Capelinhas, com painéis em mosaico, representando os Mistérios Luminosos, construídas em 2006, localizadas atrás do Santuário, na direção do Cemitério, favorecendo, assim, a meditação desses Mistérios.

Cristo Ressuscitado

Depois dos painéis, encontra-se a imagem de Cristo Ressuscitado, em bronze, colocada aí em 1998. Com bancos dispostos em círculo, este é também um excelente espaço de oração do Santuário de Mediugórie.

Algo intrigante! Dos joelhos dessa imagem vertem gotinhas de um líquido, transparente como água. Dizem que o líquido já foi examinado, mas não foi divulgada a origem do mesmo. Há relatos de curas alcançadas pelo uso de lencinhos embebidos com esse líquido, que os fiéis o chamam de “lágrimas de Nossa Senhora”.

Via-Sacra

Em volta desse espaço, foram também construídas, em 2002, as estações da Via Sacra, que servem para meditação da Paixão de Cristo pelos fiéis, principalmente por aqueles que não podem subir a montanha da Cruz.

Capela de Adoração

Local de Adoração silenciosa a Jesus Sacramentado, aberta aos peregrinos todas as tardes. Pela manhã, também é utilizada para a celebração da Santa Missa em diversos em idiomas.